O cão é de fato o melhor amigo do homem: ele permanece fiel ao seu dono para sempre, não pedindo nada em troca, exceto um pouco de comida, mimo e respeito – ou seja, nada demais. Que seja comida de alta qualidade ou que viva em uma casa de luxo, não importa para o cachorro. O que importa é a relação de amizade que o liga ao seu dono. A história que queremos contar fala precisamente desse poderoso vínculo entre um sem-teto e sua família de cães. O homem viveu toda a sua vida na rua, junto com seus amados companheiros de quatro patas; quando ele foi atingido por um ataque cardíaco, todos os cães permaneceram ao lado dele, à sua maneira.

Luiz, um senhor de meia-idade, nunca teve um teto sobre sua cabeça e sempre compartilhou sua “casa” sob as estrelas com seus amigos de quatro patas. Muitas vezes sua família tentou dissuadí-lo daquela vida na rua, mas ele nunca aceitou a ajuda deles e sempre permaneceu fiel ao seu estilo de vida. Atingido por um ataque cardíaco, o homem foi imediatamente transportado para o hospital, onde foi hospitalizado por vários dias antes de se estabilizar. Os cães o seguiram desde o primeiro momento, perseguindo a ambulância que levou Luiz até o hospital mais próximo e, se pudessem, certamente teriam entrado na sala de operações com ele. A equipe do hospital testemunhou a cena incrível, fazendo um vídeo.

Ao encontrar as portas do hospital fechadas, os cães ficaram na praça externa, esperando pacientemente para ver seu dono novamente. Eles uivavam e choravam o tempo todo que ficaram fora do prédio, esperando em desespero.

A organização Amigos de Patas Cianorte, que trabalha na defesa dos animais, acabou cuidando dos cães, que evidentemente se encontravam em situação de grande estresse.

Felizmente Luiz superou a cirurgia e em poucos dias ele se recuperou mas, uma vez que teve alta, não pode ver imediatamente seus animais fiéis e foi confiado aos cuidados de seu irmão. Os cães continuaram a esperar por ele do lado de fora do hospital, tanto que, no fim, um dos voluntários teve que ir buscar Luiz para que encontrasse com eles. O sem-teto não ficou tão surpreso com a lealdade de seus cães: ele sempre soubera e, por isso, sempre os amou.

Luiz, que além de ter problemas físicos também sofre de transtorno mental, concordou em receber cuidados básicos, tomar banho e comer alguma coisa, antes de retomar sua vida habitual junto com seus companheiros mais fiéis.

Uma história que nos lembra o quão importante um cão pode ser em nossas vidas e como, talvez, algumas pessoas realmente não façam o suficiente para devolver esse afeto e a absoluta lealdade com que essas criaturas nos recompensam todos os dias. Este certamente não é o caso de Luiz, que dedicou sua vida a esses lindos animais!

Compartilhe com seus amigos!