No início deste ano (2018) quando os avós da pequena Le Le, de 4 anos, tiveram que ir ao médico por causa de uma linha vermelha em seu braço, a menininha foi diagnosticada com uma alergia inofensiva. Ninguém poderia imaginar o que realmente estava escondida na pele da menina.

Depois que a irritação da pele não melhorou após um tempo e o inchaço no braço tinha até mesmo piorado, os pais de Le Le decidiram levar a garota, que morava com os avós, para um hospital infantil para ser examinada por especialistas. A família da cidade de Linquan, no nordeste da província chinesa de Anhui, teve que ir até o hospital universitário de pediatria em Hangzhou, a mais de 700 km de distância.

Quando chegaram lá, o Dr. Ye Wensong afirmou que aquilo parecia ser um objeto que havia se fundido com a pele da menina. Os pais de Le Le não acreditavam no que o Dr. Ye Wensong dizia, mas deixaram que a filha passasse por outros exames.

No entanto, os raios X do braço direito de Le mostraram que o médico estava certo. Sob a pele da menina havia um elástico de borracha, que a menina provavelmente usava em seu braço como um acessório. Tendo se esquecido dele, o objeto “fundiu” depois de um tempo quando a pele da garota começou a crescer em volta dele.

Uma cirurgia foi, portanto, inevitável. Enquanto isso, os pais da menina de 4 anos alegam repetidamente que nem eles e nem os avós notaram o elástico no braço de Le Le. O Dr. Ye Wensong explica que um elástico tão fino pode passar despercebido dependendo da aparência e da cor da pele.

Tanto a operação quanto a recuperação de Le Le foram bem rápidos. Agora, os pais já sabem: nada de deixar a menina brincar com elásticos.

Compartilhe com seus amigos!