Uma jovem chamada Marina Matamoros decidiu deixar o Brasil com sua família, pois queria viver em um lugar que houvesse menos violência e maior qualidade de vida. Foi então que Marina resolveu se mudar com sua família para Barcelona.

O processo de mudança foi bastante tenso, pois a mulher tem cinco cachorros e sete gatos que moravam com ela e que precisavam embarcar junto nessa nova vida. Marina jamais cogitou deixar seus animais e então resolveu correr atrás de toda documentação para que seus pets pudessem ir com ela.

A primeira coisa que a jovem fez foi conhecer e tirar as dúvidas com o governo de Barcelona: “Para começar, ligamos para a prefeitura de Barcelona e perguntamos sobre a possibilidade de levar os 12 animais. A resposta foi positiva, desde que a casa tivesse determinada dimensão que os atendesse, todos estivessem saudáveis, não ficassem muitas horas sozinhos e fossem cadastrados no censo da prefeitura”, conta.

Sanada as dúvidas com o governo de Barcelona, foi a hora de verificar qual era o procedimento no Brasil. Os animais devem ser todos vacinados. “ Há uma quarentena de 90 dias. Antes do embarque são novamente avaliados e, estando saudáveis recebem o atestado veterinário de saúde. Só assim poderiam ter o Certificado Zoossanitário Internacional (CZI)”, explica.


Além de toda burocracia com a documentação, tinha o custo da viagem e transporte dos animais, e pasmem! O valor sairia em torno de 40 mil reais. “Toda essa parte não pôde ser parcelada e ainda havia a mudança em si, passagens, etc. Dividimos os custos e até empréstimos fizemos”.

Transporte

Marina ficou muito apreensiva com a viagem de seus pets , foi então que decidiram que parte da família embarcaria antes para receber os animais na Europa, ela ficou no Brasil para embarcar os cães e os gatos em etapas. No total foram três desembarques e uma maratona de seis horas até a liberação dos últimos animais.

“O coração ficava super apertado. Quando finalmente os encontrei caí no choro, pois dá uma angústia a espera, até ver que todos chegaram bem. E todos chegaram, felizmente”, explica, emocionada.

Abandono


Ela NUNCA pensou na ideia de se mudar de país e deixar seus animais para trás. “Não acredito que a pessoa possa começar algo novo fazendo o mal. Como um recomeço de sorte a partir de um abandono? Que felicidade a covardia, sofrimento e morte pode alcançar?”, contou.

Essa é a maior prova de amor que Marina poderia dar aos seus animais. Uma verdadeira lição!

Compartilhe com seus amigos!