Para qualquer pessoa, ter a cabeça raspada por uma quimioterapia é sempre uma experiência muito pesada emocionalmente. Mas imagine quando a pessoa é uma criança e, ainda, corta todo o cabelo por uma doença que pode custar-lhe a vida e, ainda mais, termina com uma cicatriz horrível na cabeça… Nestes casos, é difícil que uma criança possa sorrir.

Mas seu pai fez um gesto que voltou a fazê-lo sorrir, e o ajudou a morrer em paz depois de seus últimos dias neste mundo.

Gabe Marshall, de nove anos, lutou durante muito tempo contra uma rara forma de câncer cerebral que o deixou com uma enorme marca na cabeça que, segundo seu pai, “o fez sentir-se como um monstro”. Mas Josh Marshall não permitiu que seu pequeno sofresse por esse motivo e tatuou uma marca similar em sua própria cabeça.

“Se as pessoas querem te observar, terão que observar a nós dois”, disse Josh ao seu filho, que faleceu pacificamente na quinta-feira, depois de anos sendo acompanhado por seu pai. E a mensagem final de seu progenitor foi comovente.

“Gabriel ganhou asas as 12h30”, disse Josh em sua conta do Facebook. Seu filho morreu seis meses depois da cirurgia que deixou a imensa cicatriz em sua cabeça.

“Ele morreu tranquilo, em meus braços, junto de sua família”, expressou o pai ao The Hutchinson News.

“Gabe era um menino excepcional e tinha um coração gigante”, disse Bethany, sua mãe. “Tenho o coração partido, não estou somente perdendo meu filho, mas o meu melhor amigo também”, escreveu Josh em uma publicação onde relatou que aquele era um dos últimos dias de seu pequeno.

Voe alto, Gabriel Marshall. E aplausos ao seu pai e sua linda homenagem!

 

Compartilhe com seus amigos!