Angelina Holloway era uma jovem de 19 anos com um coração gigante. Ela estava sempre pronta para ajudar as pessoas à sua volta, era voluntária numa igreja, trabalhava com crianças e estudou psicologia. A garota queria fazer a diferença no mundo. Infelizmente, ela morreu em um acidente de trânsito e seu futuro brilhante se desmoronou.

A jovem tinha um emprego novo e um namorado que amava muito. Para além disso, ela estava feliz pois ia fazer voluntariado em Uganda… ela tinha recebido a aprovação do visto há pouco tempo para fazer a viagem. Angelina queria tornar a sociedade um pouco melhor, adotar uma criança e viajar ao redor do mundo.

Infelizmente, todos os seus sonhos foram por água abaixo. Ela morreu em um grave acidente de carro na Flórida. Angelina estava a caminho de casa depois de terminar o trabalho quando perdeu o controle do automóvel e atingiu uma árvore.

A colisão foi tão forte que Angelina morreu no local, imediatamente. “Ela me ligou antes e disse que estava fazendo um turno duplo no trabalho”, disse Marvalene Corlett, a mãe da garota. “Eu disse tudo bem. Tenha cuidado. Eu te amo e ela disse: ‘Eu também te amo’”.

Angelina deixou seu trabalho por volta das 14 horas e começou sua viagem para casa. O último sinal de vida da jovem foi às 14h11, quando ela enviou uma mensagem de texto para o namorado. Sua última frase foi: “Mal posso esperar para passar este fim de semana com você!”

De acordo com a polícia, Angelina estava dirigindo demasiado rápido, enquanto escrevia mensagens no celular para o namorado dela. A combinação mortal lhe custou a vida.

“Quando encontrei seu telefone no dia seguinte, estava sob as peças que ficaram do carro”, diz Marvalene. “Isso quebrou meu coração, porque ela sabia melhor”, continua a mãe. A família espera que a morte de Angelina não tenha sido em vão. Ela agora surge num anúncio anti-mensagens ao volante, que mostra o perigo de usar um celular quando você dirige.

Um ano após a sua morte, a mãe continua dando palestras e informando sobre os riscos de enviar mensagens enquanto estamos dirigindo. A polícia local também está participando na campanha.

“Eu quero que ela alcance os corações das pessoas. Eu quero que você veja que isso pode acontecer, pode acontecer na vida real. Isso levou a vida de Angelina, mas também afetou sua família e todos os seus amigos, por isso não vale a pena”, diz Michele Tewell, que ajudou a lançar a campanha.

Agora, o rosto de Angelina Holloway, assim como sua última mensagem de texto, aparecerão nas estradas da Flórida, como um aviso para aqueles que dirigem.

Mas essa garota é apenas uma em milhares! “As mensagens de texto são a distração mais alarmante. Enviar ou ler uma mensagem remove a visão da estrada por 5 segundos. A 90 km/h é como andar de campo de futebol com os olhos fechados. Você não pode dirigir com segurança se você não se concentrar completamente “, escrevem as autoridades.

Por favor, compartilhe essa importante mensagem: não mande mensagens enquanto conduz. Apenas alguns segundos podem fazer a diferença entre a vida e a morte.

Fonte: Newsner

Compartilhe com seus amigos!