O flagrante aconteceu em abril de 2016.O marido traído suspeitou a que mulher fosse se encontrar com as amigas e filmou a esposa na cama com o chefe.

O americano Sean Donis, de 37 anos, será julgado por “invasão de privacidade” após flagrar a esposa na cama com seu chefe. A esposa disse que iria encontrar com amigas, o marido percebeu que o Ipad do filho tinha ficado no carro da Nacy a esposa, então ele teve uma ideia se ela estaria mesmo com as amigas.

Ele usou uma aplicativo para localizar, então ele foi até a casa onde estava Nacy, e para sua surpresa o lugar era onde morava o chefe da esposa. Ele foi até lá, entrou na casa, a porta da frente estava aberta, foi então que viu Nacy com Albert Lopez, seu chefe. Sean resolveu filmar tudo. ele dez duas gravações. A primeira filmagem mostra Nancy entrando no quarto de Lopes, no segundo vídeo ele mostra a mulher na cama com o chefe.

“Não posso acreditar que você fez isso, Nancy”, disse ao marido traído.Depois ele pediu a separação. Em junho de 2016, ele foi intimado pela justiça.

“Tinha sido indiciado por entrar na propriedade de Lopez e por violação de privacidade”, contou ele ao New York Post. “Eles também me acusam de roubo, mas não levei nada”

Sean desabafou ao jornal americano: “Sinto que fui punido duas vezes, no dia em que descobri a traição da minha ex-mulher e por ser denunciado depois de filmá-la com o amante”

O advogado Howard Greenberg, advogado de Sean, disse que está certo deSean, será absolvido.

“Nenhum júri vai condenar um homem que, nervoso com a traição, invadiu a casa do amante para flagrar a mulher. Foi um ato impensado. Ele agiu sob forte emoção”, acrescenta. “Não cometeu crime algum”

A justiça concluíra o processa ate setembro, existe a possibilidade de Sean ser condenado até 15 anos de prisão. Estas informaçoes são do Jornal New York Post.

Compartilhe com seus amigos!