Uma mulher estava andando por uma rua em Middlesex, Inglaterra, quando viu alguém jogando um pequeno cachorro preto de uma das janelas de um caminhão. Horrorizada, a mulher correu até o pug para ver se estava tudo bem, e levou-a a um local seguro antes de entrar em contato com a RSPCA .

A cadelinha doce, mais tarde chamada de Peggy, foi imediatamente levada a um veterinário. Onde foi concluido que ela não tinha ferimentos. Mas estava em muito mau estado por causa da vida que ela tinha sido forçada a tomar.

Peggy era incrivelmente magra, com falta de mechas de cabelo. E claramente tinha sido usada para produzir ninhada de filhotes, até o ponto de fisicamente ela não conseguir mais fazer isso.

“Mentalmente você podia ver que ele também tinha cicatrizes, você podia ver a tristeza em seus olhos: Deus sabe o que ele passou na maior parte de sua pequena vida. Eu suspeito que eles mantiveram ela como uma máquina de criação para produzir filhotes que poderiam ser vendidos”…


“Então, quando chegou ao final de sua vida útil, foi descartado como lixo. É de cortar o coração e completamente desprezível tratar um cão como um objeto descartável “. Disse: Liz Wood, vice-diretora do Millbrook Animal Center da RSPCA.

Uma mãe adotiva
A pobre Peggy estava tão assustada. Então seus socorristas sabiam que ela precisaria de um pouco mais de cuidados extras para curar. Então Liz decidiu levá-la para casa e se tornar sua mãe adotiva.



No início, Peggy estava muito nervosa, mas agora ela sai de sua concha a cada dia mais com a ajuda de seu irmão adotivo. E é muito melhor sob os cuidados de Liz. Ela vai trabalhar com Peggy no abrigo todos os dias. E vai para casa com ela todas as noites. Finalmente, está aprendendo a confiar nas pessoas novamente.

Ela disse:
“É por isso que precisamos de leis mais rigorosas em torno da criação e venda de cães. E esperamos que as propostas do governo para trazer licenças e novas regulamentações ajudem.

Peggy ainda está se recuperando de seu passado. Mas uma vez que ela esteja completamente recuperada, ela estará procurando por um lar amoroso para sempre. A RSPCA ainda está investigando quem poderia ter cometido essa crueldade com Peggy. E continuará a lutar contra as fábricas de criação ilegal de animais de estimação em geral.

Liz disse:
“É por isso que precisamos de leis mais rigorosas em torno da criação e venda de cães. E esperamos que as propostas do governo para trazer licenças e novas regulamentações ajudem.

Fonte: Mundão Animal

Compartilhe com seus amigos!