Há alguns dias, Florence Arce viu um homem desamparado andando pelo bairro de San Borja em Lima, no Peru. Florence começou a falar com ele, a fim de poder ajudá-lo de alguma forma. Perguntou o seu nome, e ele disse que era Ariel, mas que não se lembrava do sobrenome.

A mulher não ficou satisfeita com a resposta, e seguiu perguntando sobre a história do garoto. Um detalhe chamou-lhe a atenção: ele tinha sotaque argentino. Mais tarde, essa informação seria crucial.

Devido à precária condição física em que se encontrava o jovem, Florence decidiu lhe ajudar, levando-o até uma delegacia policial. Quando chegaram, um oficial lhe ofereceu um chuveiro e roupas novas. Ele precisava se proteger do frio.

Conversando com Ariel e averiguando a sua história pessoa, os oficiais junto com Florence, se depararam com uma informação importante e surpreendente. O rapaz teria desaparecido no dia 14 de janeiro de 2003, em Buenos Aires, na Argentina. Desde então os seus parentes e amigos próximos não souberam nada sobre ele.

De acordo com uma publicação nas redes sociais de Florence, Ariel teria saído para brincar com um amigo quando ainda era criança, e acabou sendo sequestrado.

Ariel Naser teria desaparecido na Argentina há 15 anos. Mais de uma década vivendo uma vida nada fácil, como mostra o estado do garoto. Uma cicatriz no rosto, falta de memória e a roupa velha mostram as más condições em que ele se encontrava, vivendo na rua. Entretanto, a informação sobre sua história não foi confirmada.

Através de sua conta no Facebook, a embaixada argentina em Lima confirmou a identidade do menino, assegurando que a saúde de Ariel passa por um momento complicado, mas que “será o Consulado Geral que tomará as medidas necessárias para preservar sua saúde e devolvê-lo aos seus entes queridos”.

Um simples gesto reabriu o caso, e agora Ariel Naser poderá voltar a se encontrar com sua família. Veja o momento em que Florence encontrou Ariel:

Compartilhe com seus amigos!