Victoria Bradley estava ansiosa por ter um filho. Ela já esperava por essa linda bênção há muito tempo. Então, imagine a alegria e felicidade dela quando descobriu que estava grávida! No entanto, com apenas 24 semanas, a mulher descobriu que a sua gestação não seria normal. Ela teria de dar à luz imediatamente, se quisesse salvar sua vida e a da filha. Então, a menina nasceu alguns dias após o limite permitido para o aborto.

A gravidez emocional deixou Victoria muito ansiosa. Ela não sabia se a bebê iria resistir… era tão pequena e frágil. Os médicos disseram que ela provavelmente não viveria muito tempo.

A mãe chamou a doce e bela benção de Francesca. Ela não fazia ideia de que a sua pequena estava prestes a se tornar um milagre. A chegada da menina a esse mundo foi tão precoce, que se tivesse sido apenas dois dias antes, ela poderia ter sido abortada. Embora o seu parto drasticamente prematuro fosse um choque para Victoria e os médicos, a mãe esperava que ela sobrevivesse.

Observando-a, as minúsculas mãos e os pés de Francesca fizeram com que as enfermeiras se maravilhassem. De acordo com Victoria, ela olhou o pequeno corpo delicado e não podia acreditar que era sua filha.

A mãe da menina ficou sempre ao lado dela, enquanto observava sua luta por várias cirurgias e procedimentos médicos. Ela a embalava pele-a-pele, o que é recomendado para os bebês prematuros.

Durante os primeiros meses da vida de Francesca, ninguém achava que ela iria sobreviver. Mas depois de meses de doenças e recuperação, veja como está agora!

Francesca é uma lutadora e sua história é uma inspiração para todos nós: nunca devemos desistir, mesmo que as chances sejam pequenas! Compartilhe se concorde!

Compartilhe com seus amigos!