Muitas pessoas chegam da academia com uma garrafinha d’água, ou mesmo estão com elas junto a uma refeição. Porém, existem algumas ocasiões em que a absorção de líquidos pode causar sérios problemas de saúde, de modo que vale a pena ficar atento a elas a fim de evitar maiores complicações.

Separamos a seguir alguns casos em que ingerir água potável pode prejudicar uma pessoa. Veja só as 4 situações em que você jamais deve beber água:

4 – Não beba muita água durante um treino intenso

Segundo a ciência, a ingestão deliberada de muitos líquidos durante os exercícios pode levar a um comprometimento durante ou após o treino. Isso se deve ao fato de que, devido os exercícios físicos intensos, o praticante sente o calor e muitas vezes o supera com a água, provocando a eluição de eletrólitos.

Como resultado, você pode sentir dores de cabeça, náuseas e até mesmo tontura.

Além disso, uma quantidade excessiva de fluidos no corpo sobrecarrega ainda mais o coração, causando sérios perigos a quem é sedentário ou está em idade avançada.

Portanto, recomenda-se beber água somente após o descanso do treino.

3 – Se a urina já estiver transparente

 

A urina completamente transparente é um sinal de que você bebeu muita água durante o dia, mesmo quando não estava com sede. Isso pode levar a uma queda no nível de sódio no corpo, que é carregado de consequências desagradáveis, podendo ocasionar até um ataque cardíaco.

2 – Jamais beba junto com refeições

 

Beber junto com uma refeição pode causar indigestão. A razão é que, durante a refeição, desenvolvemos ativamente a saliva, que contém as enzimas necessárias para uma boa digestão.

Quando a água é consumida, a quantidade de saliva diminui. Devido a isso, resíduos tóxicos não digeridos dos alimentos mais comuns podem se acumular no corpo.

Fora que, quando ingerimos muito líquido durante as refeições a concentração de ácido clorídrico presente no estômago diminui, diluindo algumas enzimas e prejudicando a absorção de nutrientes importantes.

1 – Se você já tiver bebido bastante água

A quantidade excessiva de líquido no corpo leva a um desequilíbrio do sódio e a uma série de consequências desagradáveis ​​desse processo. Além disso, o consumo excessivo de água sobrecarrega desnecessariamente os rins, impedindo-os de desempenhar funções vitais.

Com o abuso de fluidos desenvolve-se uma doença como a hiponatremia. Os médicos recomendam tratá-la com toda a seriedade, porque pode ser perigoso não só para a saúde, mas para a vida de uma pessoa de forma geral.

Pacientes com hiponatremia apresentam convulsões, confusões mentais, tonturas e até mesmo depressão.

Mas lembre-se: é claro que essas razões descritas acima não são de forma alguma uma desculpa para reduzir a quantidade de água que ingerimos, porque sem ela nosso corpo não será capaz de funcionar adequadamente. No entanto, exagerar com a quantidade de líquido também claramente não vale a pena.

[ADME]

Compartilhe com seus amigos!