Muita gente acredita que um advogado só pensa no próprio lucro. Porém, não é bem assim que acontece de fato com todos eles. E a história protagonizada por Rafael Gonçalves, um advogado de Minas Gerais, é a prova vívida disso.

Rafael ficou nacionalmente conhecido após deixar de ganhar dinheiro com um divórcio, ajudando um casal a repensarem seus interesses. Só que o mais impressionante foi como ele conseguiu impedir o procedimento. Usando 4 perguntas anotadas em uma folha de papel.

O advogado relatou que decidiu tomar essa decisão assim que ouviu o motivo de sua cliente para pedir o divórcio. A mulher em geral reclamava de falta de atenção e interesse do marido e sobre como eles haviam se tornado diferentes depois de casados.

Enquanto a sua cliente relatava suas justificativas, ele foi percebendo que havia ainda amor nas palavras dela e percebeu que eles só precisavam enxergar o relacionamento de outro ângulo para entenderem que o casamento não estava acabado.

O maior desafio do advogado foi como iria fazer para que sua cliente e seu marido entendessem a situação. Então, ele teve a genial ideia de anotar algumas perguntas no mesmo papel que anotou a documentação necessária para dar entrada no divórcio.

Ele pediu para que sua cliente se sentasse com o marido e respondessem juntos àquelas questões e se mesmo depois daquilo quisessem se separar, era só levarem a documentação necessária que ele iria dar início ao processo.

Mensagem do bilhete

Na imagem abaixo, você pode ver quais foram as quatro perguntas ‘mágicas’ que esse profissional fez para sua cliente.

1 – Eu fiz tudo o que pude para salvar meu casamento?

2  – O divórcio é a melhor opção hoje?

3 – Quem são minhas maiores influências?

4 – Quantos momentos vocês superaram juntos e como se conheceram?

O desfecho do casal

O desfecho desta história foi exatamente o que o advogado esperava. Apesar de não ter recebido o pedido e então ter perdido de lucrar com isso, ele soube que o casal se reconciliou devido as perguntas que ele havia anotado naquele papel.

Alguns dias depois, os dois foram juntos ao seu escritório e agradeceram o advogado por aquilo. O profissional não ficou nem um pouco triste por ter deixado de ganhar dinheiro com aquele caso.

Como conta em entrevista, ele ficou é “feliz por ter salvo uma família”. E ainda comenta, todo profissional do Direito deveria intermediar um conflito e tentar solucioná-lo antes de levá-lo à justiça. E sem cobrar nada por isso”.

Por fim ele aconselha que os casais parem e reflitam juntos, colocando na balança tudo o que viveram juntos. Só assim, eles realmente entenderão se a relação realmente chegou ao fim ou existe a possibilidade de melhorarem.

Outra coisa que é de suma importância nesses casos é que, o casal não deve permitir que nenhum familiar ou amigo interfira nesta decisão. Cabe somente ao casal conversar e tentar entender se é ou não o melhor a fazer.

Hoje o advogado Rafael Gonçalves também dá palestras sobre a convivência pessoal pelo Brasil, ajudando as pessoas a salvarem seus relacionamentos por meio de boa convivência e conversa.

Que essa história sirva como exemplo para muitos casais que estão em crise, repensarem sobre o divórcio. Será que realmente o amor acabou?

Confira um vídeo de uma campanha realizada pelo Boticário sobre o divórcio:

E você caro leitor, o que achou desta história? Compartilha o seu ponto de vista nos comentários abaixo, e até a próxima.

Compartilhe com seus amigos!